Ao sentir raiva, escreva as emoções no papel e jogue-o fora

Estudo da Universidade de Nagoya reforça evidências de que escrever ajuda no controle da raiva. Autores chamam atenção paras as aplicações práticas, especialmente na redução da violência doméstica.

Por Dr. Ricardo Afonso Teixeira*

Os japoneses têm uma tradição chamada hakidashisara, em que hakidashi significa cuspir, expulsar, purificar, e sara se refere a um prato ou disco. Eles escrevem sobre pensamentos negativos numa placa e depois a destroem. Hakidashisara é um festival anual em que as pessoas quebram pequenos discos que representam coisas que as deixam com raiva, levando-as a uma sensação de alívio.

Pesquisadores da Universidade de Nagoya acabam de publicar na Scientific Reports da Nature os resultados de um estudo que mostra que, ao sentir raiva, a simples atitude de escrever sobre a resposta emocional ao incidente em um pedaço de papel, e jogá-lo no cesto de lixo ou triturá-lo, é capaz de neutralizar esse sentimento negativo. Os voluntários voltavam a ter os mesmos níveis de raiva que tinham antes do insulto. Isso não acontecia com aqueles que escreviam, mas eram instruídos a guardar o papel. Esses apresentaram uma redução apenas discreta dos níveis de raiva.

O estudo reforça evidências anteriores de que escrever ajuda no controle da raiva, e os autores chamam atenção paras as inúmeras aplicações práticas, especialmente na redução da violência doméstica. Eles reportam que ficaram surpresos com a intensidade desse efeito após o descarte do papel. Foi a primeira vez que isso foi demonstrado empiricamente.

*Dr. Ricardo Afonso Teixeira é doutor em neurologia pela Unicamp, professor do curso de medicina do Unieuro e neurologista do Instituto do Cérebro de Brasília.

Matéria originalmente no site do Correio Braziliense.
Crédito foto:
Universidade do Texas/Divulgação

Fale conosco via WhatsApp